Logo CAA Original em SVG

Conteúdo disponibilizado pelo CAA/NM


Exceto quando indicado, o conteúdo desse website está licenciado sob a licença internacional
Creative Commons Versão 4.0 creative commons

Visite o nosso site: www.caa.org.br

Quem Somos

O Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas é uma organização de agricultores e agricultoras familiares do Norte de Minas Gerais. Sua composição é feita, em grande maioria, por representantes de povos e comunidades tradicionais (geraizeiros/as, catingueiros/as, quilombolas, indígenas, veredeiros/as e vazanteiros/as).

O CAA desenvolve ações em torno da sustentabilidade, da agroecologia e dos direitos dos povos e comunidades tradicionais, tendo como foco a valorização da (agro)biodiversidade e a convivência com os ecossistemas regionais, discutindo novos conceitos, apresentando soluções, desenvolvendo estratégias de ações colaborativas, no intuito de promover o crescimento e o fortalecimento dessas comunidades e de suas agriculturas.

Desde 1985, a organização contribui com o fortalecimento das redes sócio-técnicas, onde camponeses/as, técnicos/as e organizações parceiras locais articulam esforços na busca por soluções efetivas para os principais problemas e desafios vivenciados por estes povos e comunidades. 

Os temas principais de nossa atuação na região, nos Cerrados brasileiros e no Semiárido, são:

a)      Manejo da (agro)biodiversidade da caatinga, do cerrado e da mata seca, através do aprimoramento das práticas agroextrativistas, do beneficiamento da produção e sua inserção nos mercados, considerando os circuitos econômicos da agricultura sertaneja;

b)      Gestão territorial e ambiental, mapeamentos territoriais e étnicos, direito humano à alimentação e segurança alimentar e políticas públicas;

c)      Metodologias participativas, etnoecologia e formação sociotécnica.

 

Paralelamente, as linhas de ação nas quais organizamos a nossa atuação são:

a)      Apoio aos Povos e Comunidades Tradicionais e Defesa de Direitos Humanos: Assessoria e apoio às organizações das comunidades que lutam pela reapropriação de seus territórios e contra os impactos socioambientais, acionando assessoria jurídica, capacitação em direitos e fortalecendo as iniciativas relacionadas à defesa dos direitos dos povos e comunidades tradicionais. Apoio às lutas em defesa dos direitos humanos essenciais, contribuindo para a visibilidade das suas reivindicações e para a inserção destas nas pautas políticas dos governos.

b)      Agroecologia e Redes Sócio-Técnicas

Desenvolvimento de ações em torno da promoção da agroecologia, tendo como estratégia a consolidação e animação de redes sociotécnicas e como parceiros organizações locais dos povos e comunidades tradicionais, STRs, Cooperativas de agricultores/as familiares. Promoção do desenvolvimento de Planos de Manejo Agroextrativistas, associadas com atividades de pesquisa e desenvolvimento em torno do manejo da biodiversidade, incorporando as demandas de preservação ambiental com o aproveitamento econômico dos recursos locais respaldados nas identidades e tradições culturais do campesinato regional. Elaboração de planos de etnodesenvolvimento e de gestão territorial e ambiental de comunidades locais.

Para desenvolver suas ações, o CAA/NM articula e realiza parcerias com organizações locais dos/as agricultores/as familiares, povos e comunidades tradicionais, STRs, movimentos sociais, acionando colaborações com grupos de pesquisa e extensão de universidades. Há cerca de dois anos vem ampliando sua rede de relações, envolvendo organizações camponesas da Colômbia, México, Guatemala, Costa Rica e Honduras.

ORGANOGRAMA

Organograma institucional